Como viajar internacionalmente com um bebê?

Como viajar internacionalmente com um bebê? (Foto de Josh Willink no Pexels)

Pensando em sair de férias no exterior com um bebê jovem? Seus amigos e familiares dirão: “Você é louco”. Dizemos: “Vá em frente!” Viajar internacional com uma criança não é fácil, mas é mais simples do que você pensa. 

Embora seu filho não se lembre da experiência, você sempre valorizará suas memórias da primeira viagem do bebê. Em alguns casos, pode ser necessário providenciar uma certidão de interdição e tutela

1 – Viaje antes que seu bebê se torne móvel.

Muitos pais novos acham que devem esperar nove ou até 12 meses antes de fazer uma grande viagem. Mas viajar com um bebê se contorcendo, rastejando ou uma criança pequena, é muito mais desafiador do que com um bebê nos braços. 

Aos três a seis meses, seu bebê é menos frágil que um recém-nascido, mas ainda é fácil de se mexer e dorme muito. Além disso, os assentos das companhias aéreas são grátis para bebês nas voltas.

2 – Consulte seu pediatra antes de planejar uma grande viagem com seu bebê.

O seu médico pode aconselhá-lo se seu bebê tiver idade suficiente e boa o suficiente para viajar e se forem sugeridas vacinas extras. O seu médico também pode oferecer sugestões para manter seu bebê saudável durante a viagem, incluindo medicamentos para levar. 

Não dê ouvidos a amigos bem-intencionados que recomendam administrar seu bebê com medicamentos para que eles durmam no avião. Em muitos casos, esses medicamentos deixam os bebês inquietos, em vez de sonolentos.

3 – Obtenha um plano de seguro de viagem que cubra crianças gratuitamente.

É provável que você tenha experimentado aquele momento de pesadelo em que seu bebê acorda gritando às 2 da manhã com febre de 103 graus. Agora imagine que você está em um hotel no exterior quando isso acontece. O que você deveria fazer? Para quem você liga?

Se você tem seguro de viagem, não precisa entrar em pânico. Ligue para a linha direta de Assistência de Emergência de qualquer lugar do mundo e nossos especialistas multilíngues o ajudarão a obter atendimento de emergência, medicamentos ou qualquer outra coisa que você precise. 

Os benefícios médicos de emergência e os benefícios de transporte de emergência podem cobrir o custo de uma evacuação ou atendimento médico se o seu filho tiver uma emergência médica coberta enquanto estiver no exterior. 

E por último, mas não menos importante, os benefícios de cancelamento e interrupção da viagem podem reembolsá-lo por seus pagamentos não reembolsáveis ​​e pré-pagos, se você precisar cancelar ou interromper a viagem por um motivo coberto.

4 – Escolha um destino para bebês.

Uma das partes mais difíceis de viajar com um bebê (ou crianças pequenas) é o sentimento insidioso de que as pessoas estão te julgando. Os passageiros do avião estão incomodados com as tagarelas do seu bebê? O choro dele vai acordar as pessoas no quarto de hotel ao lado do seu? Evite o estresse escolhendo um destino onde você sabe que será bem-vindo.

As possibilidades incluem resorts que anunciam comodidades para toda a família. Principais coisas a procurar: babás de férias, quartos com cozinhas americanas, piscinas para bebês, alimentos adequados para bebês e crianças e acessórios para bebês (como banheiras e aquecedores de mamadeira) fornecidos no local.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *